Início :: Enciclopédia :: Páscoa

Páscoa

A primeira Páscoa aconteceu no Egito. Na noite da partida para a Terra Prometida, Deus pediu  que comemorassem se alimentando de um cordeiro macho de um ano, sem defeito. Também que
passassem o sangue do cordeiro nas portas para proteger da última praga os filhos mais velhos. Quando o Anjo da Morte passasse e visse o sangue na porta, saberia que o cordeiro havia morrido no lugar do primogênito e ninguém mais morreria naquela casa.

“Porque o SENHOR passará para ferir os egípcios; quando vir, porém, o sangue na verga da porta e em ambas as ombreiras, passará o SENHOR aquela porta e não permitirá ao Destruidor que entre em vossas casas, para vos ferir” (Êxodo 12:23).

Nas casas que obedeceram, colocando o sangue nos umbrais das portas, não houve morte. Mas nas que não deram atenção à Ordenança de Deus, houve morte. Ao instituir a Páscoa, Deus os
preparava para receber a salvação.

Assim como o povo estava escravizado no Egito, a Humanidade está escravizada pelo pecado. E assim como o Anjo da Morte veio ceifar a vida de quem não tinha o sangue nas portas, a morte eterna ceifa a vida de quem ainda não recebeu o Senhor Jesus.

Não foi coincidência a crucificação ter acontecido na Páscoa. O cordeiro sacrificado para salvar
os primogênitos representava o Filho de Deus, que viria ao mundo para nos salvar. João Batista anunciou:

“[…] João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (João 1:29).

Ele é o nosso Cordeiro, Santo, sem pecado, para nos redimir de toda culpa e resgatar nossa amizade com Deus, perdida por Adão e Eva. Por Sua morte e ressurreição temos acesso ao Trono de Deus para pedir perdão e sermos perdoados. Assim, podemos viver uma nova vida com Ele, de paz e de vitórias, em todos os aspectos.

A Páscoa não tem nada a ver com ovos de chocolate, isso é puro comércio e só desvia a atenção da libertação com o sacrifício de Jesus na cruz em favor de todos os pecadores.

A Páscoa é para lembrarmos que um dia também fomos escravos do pecado e agora somos agraciados por viver no Reino de Deus, dando frutos da alegria da salvação como testemunho da
Misericórdia de Deus para com os que Nele creem.

Fomos comprados com o sangue carmesim de Jesus e nos tornamos como Ele, filhos de Deus. E, como filhos, herdaremos e viveremos na Casa Celestial por toda a eternidade.

3 comentários

  1. “A tua fé te salvou” são palavra de Cristo, dirigidad a quem O buscou à procura da cura do corpo, recebendo também a cura da alma,

  2. Maravilloro.tema.direçao.de.Deus.mesmo.

  3. Obrigado por esse texto tão esclarecedor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *